Não precisa ir muito longe. Desde o desvio no assunto para não magoar a vó quando ela pergunta quando afinal eu vou me crismar até manifestações mais explícitas de intolerância aos ateus. Isso que a vó não demonstrava ódio, ela só não entendia. Nunca destratou o pai por ele ser filho de judeus e ter desistido de acreditar em deus. Bem, eles não iam muito um com a cara do outro, mas se respeitavam.

Mas, se descobrisse que a neta podia não acreditar também, aí a coisa ia ficar mais feia. Ela nunca trataria mal, mas ficaria triste, com certeza. A vó, católica italiana, nunca transformou em palavras essa visão. Acho que nunca deve ter pensado sobre isso. Era uma coisa natural, cultural. Ela achava que o normal era ir à missa e rezar antes de dormir, ora bolas. E uma neta não achar o mesmo era grave porque podiam vir conseqüências. Quem afinal ia me proteger?

Outras pessoas vão mais longe, e externam essa visão de mundo. O ateu acaba se transformando em um ser imoral, mau, que não pode ser confiável. Por quê?

Certa vez li o Verissimo (o filho, Luis Fernando) dizer que não era por maldade que não acreditava. É que pra ele a religião se processa na racionalidade, não no lado emocional. Ele não acredita porque não consegue, não vê sentido. Afinal, colocando preto no branco, é mesmo difícil de entender um milagre, a existência de um ser que ninguém nunca viu, de acreditar em um livro que foi escrito alguns séculos depois dos acontecimentos que descreve.

Mas se meu vizinho acredita, ótimo. Se ele é feliz assim, maravilha, está no seu direito. É uma questão de fé, estritamente.

O que não dá para conceber é alguém acusar um ateu de imoral pelo simples fato de ser ateu. Ele pode não acreditar em deus, mas ter uma profunda fé na capacidade do ser humano de amar, de demonstrar solidariedade. Por que o fato de acreditar ou não em alguma coisa determina o grau de bondade de uma pessoa?

Não, isso não faz sentido.

Quase não se fala no preconceito contra ateus. É que ele não está explícito na cor da pele, nos relacionamentos, no sotaque… O ateísmo não aparece no dia a dia, então o preconceito contra ele acaba sendo pouco manifestado, por falta de oportunidade. Mas existe, e a Fundação Perseu Abramo fez uma pesquisa que mostra que ele é muito forte. Entre as características que mais despertam aversão ou ódio nos brasileiros, o ateísmo está em primeiro lugar.

Por isso a religião ganhou força na campanha eleitoral, inclusive. O fato de se acreditar ou não em deus não influencia no modo de governar – afinal, se governa para os homens! – mas influencia na escolha do governante. Por quê?

Não, isso definitivamente não faz sentido.

Esta matéria foi publicada pelo Uol com base na pesquisa da FPA:

Ateus e usuários de drogas são os mais odiados pelos brasileiros

Pesquisa feita pela Fundação Perseu Abramo constatou que, das pessoas consultadas, 17% afirmaram ter repulsa/ódio aos descrentes em Deus, 25% declararam antipatia e 29%, indiferença.

No item antipatia, os usuários de drogas aparecem com um ponto percentual a menos (24%).

À pergunta sobre quais as pessoas que menos gostam de encontrar, 35% responderam que são os usuários de drogas, seguidos pelos descrentes em Deus (26%) e ex-presidiários (21%).

O elevado grau de repulsa aos dependentes químicos, na pesquisa, não chega a surpreender porque são considerados pelo senso comum como geradores de problemas, na família e na sociedade, e, por isso, estão na pauta da mídia.

A repulsa aos ateus surpreende porque, em contraposição aos usuários de drogas, eles não causam problemas, são discretos e não existem para a imprensa.

As possíveis explicações para a rejeição passam pelo fato de os ateus continuarem sendo visto como pessoas não confiáveis, embora nos últimos anos tenha se ampliado o discurso pela tolerância, religiosa ou não.

Apenas 5% dos entrevistados declararam ter repulsa/ódio às pessoas muito religiosas. Mas curiosamente o percentual de antipatia é alto (17%).

A Fundação Perseu Abramo realizou a pesquisa em parceria com a ong alemã Rosa Luxemburg Stiftung com o objetivo de levantar dados sobre a intolerância sexual. Em junho de 2008, foram ouvidas 2.014 pessoas acima de 16 anos de 150 municípios do Sudeste, Nordeste, Sul, Norte e Centro-Oeste. Os resultados estão sendo divulgados agora.

http://www2.fpa.org.br/portal/modules/news/index.php?storytopic=1773 (Link direto)
http://www2.fpa.org.br/portal/modules/news/index.php?storytopic=1769 (Metodologia)
http://www2.fpa.org.br/portal/modules/news/index.php?storytopic=61 (Indice geral de pesquisas)
http://www2.fpa.org.br/portal/ (Página da fundação)

23 Comentários

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by luciouberdan, Omar Martins, marina bernabe, Marcos Aquino, Daniel Corsi and others. Daniel Corsi said: RT @crisprodrigues: Ateus são odiados pelos brasileiros: http://wp.me/pFCVn-1T4 [...]

  2. Evandro disse:

    É verdade, sinto esse preconceito a cada vez que manifesto meu ateísmo. Embora eu seja alguém sensível – e tolerante – para com a fé alheia, dizer que tenho fé na humanidade não basta.

  3. Carlos disse:

    E você, obviamente, deve ser ateia. Já que escreve Deus com caixa baixa. Nada contra, aliás, endosso tudo o que está escrito.

  4. Suzete disse:

    É difícil para nós, os ateus, sair do armário. Sinto muito forte o preconceito até de companheiros de outras lutas, que conheço há muito tempo.

  5. Ronaldo Sandim [Katatal] disse:

    È incrível,mais é verdade o que você escreveu.Não tenho preconceito contra religiosos,apenas não acredito naquilo que eles acreditam.Não é fácil,ás vezes fico com muita raiva de pessos religiosas,pela intolerância.Não acredito em deus,portanto não acredito no diabo,pode parecer estranho para a maioria das pessoas,mesmo assim eu acredito nelas.

  6. A dimensão da coisa pode ser mensurada numa comparação simples: há brancos que defendem negros e há heterossexuais que defendem homossexuais, por exemplo (felizmente me incluo nos dois casos), mas são poucos os cristãos que defendem ateus.

    Parece que não acreditar num deus nos faz criminosos, como tem insistido sistematicamente o pseudojornalista José Luiz Datena, da Band, que haverá de responder judicialmente por conta disso.

    Esse preconceito é tão sério num país de imensa maioria cristã (mais de 90% da população) que os políticos daqui evitam até citar os ateus. Outro dia o senador Paulo Paim, em que eu votei pela 2ª vez, diga-se, falou no Twitter que iria lutar pelos direitos das minorias e citou negros, índios, homossexuais… Daí eu perguntei em duas oportunidades distintas: e os ateus, senador?

    Como bom cristão, Paulo Paim fez de conta que não ouviu. Resta saber se não ouviu porque não quer criar conflito com a maioria cristã que lhe deu votos, ou porque também pessoalmente não aceita os ateus.

    Cartas para a Redação.

  7. Chong Li disse:

    O preconceito é, ironicamente, a entidade menos preconceituosa do mundo, atingindo gente de todas as raças, credos, condições sociais e desculpe se esqueci algo mais.
    O Brasil é mesmo o país das minorias (sem contar da ironia), todo mundo é minoria (entendeu a ironia?). E quando parece que não tem mais minoria para surgir, os ateus. Ah, coitadinhos dos ateus, sofrendo preconceito por não poderem expressar a falta de crer em alguma coisa.
    Digo isso com o maior medo de ser levado a mal, me retrato dizendo que o parágrafo anterior foi feito com toda a intenção de ser irônico. Sou ateu roxo desde pequeno e, sim, acho extremamente zuado o preconceito religioso (e qualquer outro), sob qualquer forma.
    A questão é que todos se sentem vítimas de preconceito, mas ninguém se percebe sendo o agressor nessa violência. Quer seja porque o outro fuma, porque não fuma, porque é vegetariano, por que come carne, por que bebe por que não bebe. Pare e pense, você é agressor, você é vítima do fardo de não ser só vítima, entenda isso e crie consciência dos seu preconceitos, lute para mudar a sua postura interior.
    O direito de reclamar foi feito para os idôneos (desculpe por ir contra minha própria frase, mas eu juro que tento).

  8. Cris disse:

    Não sei se entendi bem toda a tua colocação. Concordo com algumas coisas, discordo de outras.

    Vamos a uns dois pontos:

    Não, o direito de reclamar não foi feito para os idôneos. Tem direito de reclamar quem se sentir atingido por alguma coisa ou achar que algo na sociedade em que vive está errado. Todo o mundo pode e deve reclamar do que acha que não vai bem.

    Concordo que é fundamental lutar “para mudar sua postura interior”, mas é importante também combater publicamente os preconceitos. Para que pessoas que nunca tinham pensado a respeito, parem e reflitam. Para que as coisas mudem.

    Abraço

  9. diogojfaraujo disse:

    Eu gosto de encontrar quem não gosta dos ateus… Principalmente quando me perguntam pq eu não gosto de deus, e eu respondo “pq eu prefiro o Papai Noel”…

  10. Larissa Popp disse:

    o mais irônico é a palavra “ódio” … já conheci algumas religiões, e todas usam palavras repetidas: livre arbítrio, amor ao próximo, perdão, bla bla bla
    mas na real o que praticam é intolerância, desrespeito às escolhas alheias, ódio.. quantos donos de empresas não contratam somente pessoas que compartilham de sua religião? isso é tão absurdo que não dá nem pra começar a discutir…

  11. Elvio disse:

    Olá,

    Eu acredito que o título do post ficou um pouco forte, pois eu não sou ateu, sou brasileiro e não odeio ateus :) . Acredito sim, que exista uma ignorância enorme por parte dos religiosos que o fazem, pois os que manifestam qualquer ódio ou desrespeito à pessoas que não acreditem na sua crença, estão praticamente rasgando o que esta escrito na Bíblia Sagrada, que primeiro não devemos julgar ninguém (não apenas ateus), assim como devamos amar o nosso próximo como a si mesmo.

    Acredito também que todo pre-conceito seja fruto da ignorância ou falta da sensibilidade das pessoas que o manifestam. Para concluir, acredito que sim, existam religiosos que desrespeitem ateus, como também existem ateus que desrespeitem religiosos. E eu espero, sinceramente que um dia isto seja apenas um ponto do passado, pois acredito que o diálogo aberto e o respeito mútuo seriam muito mais produtivos para todos nós.

    Grande abraço, de uma pessoa que acredita em Deus e que não possue ódio por nenhum ateu, alias, admiro alguns do meio cientifico pelos seus méritos :)

    Elvio.

  12. Cris disse:

    Concordo contigo, Elvio, eu poderia ter posto o percentual no título. Me deixei levar pelo do Uol, que é parecido.

    Concordo também que há reciprocidade. A diferença é que os ateus são minoria, então o preconceito que alguns sentem não aparece. O que evidentemente não o justifica.

  13. …e não é pra ter????!!!(claro,ninguem é de ferro).
    Eu sou Deus, como vcs imaginam!
    saudações pantaneiras

  14. Claudio Solon disse:

    Existe um livro interessante que se chama “Deus existe?” Trata-se do registro de um debate acontecido entre o então cardeal Ratzinger e o Filósofo ateu Paolo Flores. O relato é muito interessante e muito rico. São dois homens extremamente preparados a defender pontos de vista de forma lúcida e construtivo em busca de uma síntese.

    Sou crente em Deus. Acredito, porque não acredito em acaso. Quanto à relação entre ateus e crentes, fico com a intersecção: ateus e crentes são antes homens. E assim devem defender os valores humanistas, que preservam o respeito à vida, à liberdade, e aos direitos adquiridos.

    Claudio.

  15. [...] e consciência para você que é cristão ou conservador, também prevê para quem é homossexual, ateu, para quem é a favor do aborto, para quem é nordestino.  Prevê o crime de racismo contra todos [...]

  16. [...] Ateus são odiados pelos brasileiros Novembro, 2010 18 comentários [...]

  17. Kerllynton disse:

    Na minha família é a mesma coisa, acho que sou o único que não acredita em Deus ! (bom)
    É difícil e extressante conviver com pessoas religiosas. No meu caso, eu tenho uma irmã de 5 anos, quando chego perto dela parece que todos olham e quando estou longe falam para ela que eu sou louco, mentiroso.
    Quando entro no Google e mostro nosso planeta atravez de imagens, aponto para ela dizendo, olha irmã aonde moramos, e ela diz: mamãe disse que voc esta mentindo pra mim, é tudo enventado o que voc diz… quando não ou dizem que vou ser paralítico ou dizem que vou para o Inferno (tranquilo), nunca irei mesmo…rs
    É isso ai estou com voc…

  18. Isso foi publicado num fórum de jogos do UOL, e não tem uma referência válida para a pesquisa. Cheque as suas fontes antes de publicar qualquer coisa.

  19. Isso foi publicado no site da Fundação Perseu Abramo, com base em estudo realizado conjuntamente com o Instituto Rosa Luxemburg Stiftung, com sede na Alemanha. Não confie apenas no Google e na sua mente cristã antes de comentar. Link válido: http://www.fpabramo.org.br/o-que-fazemos/pesquisas-de-opiniao-publica/pesquisas-realizadas/2-grupos-sociais-vitimas-de-intolera

  20. Rodrigo Ateu disse:

    Ateus são pessoas com senso critico e racionalista apenas isso, e não aceitam tudo que leem em livros de capa preta.

Comentários