Um ponto a menos para a humanidade

Não é só tristeza pelo caso. É muita tristeza pelo caso, mas é também revolta com o mundo. Essa semana, apesar de seus pontos altos, teve alguns momentos que me deram profunda tristeza e desesperança.

O mais grave foi essa noite. Alguém, ou alguéns, picharam e urinaram em um mendigo enquanto ele dormia. Mesmo que ele fosse um criminoso, mesmo que tivesse feito algum mal, já seria baixo, vil. Mas como foi, com todo o jeito de revolta social, de ódio de classe, de sentimento de superioridade, a coisa fica mais feia.

Aparentemente, não houve motivação. Repito, não existiria motivação a justificar, mas sem ela é ainda pior. Posso estar enganada, espero que ninguém tome o que vou dizer agora como informação verdadeira, mas consigo enxergar um grupo de jovens bem vestidos, classe média, querendo impressionar uns aos outros, tentando se mostrar superiores e corajosos, voltando de sua “noite” em Porto Alegre.

Veem um cara dormindo na rua. O que é aquele cara? Um bicho? Pior, um nada. A escória. Para eles, é a escória. Não é uma pessoa. Não tem dignidade.

Dignididade. Quem pichou e urinou no morador de rua não sabe o que é isso. Não tem ideia de cidadania. Egoísta, egocêntrico, não sei nem como classificar. Mau. Como acreditar que o mundo tem solução, que a humanidade tem salvação?

Talvez pela fala de Ratinho, que acordou coberto com tinta prata até no rosto, desnorteado: “Espero que estas pessoas não façam nenhum outro mal para alguém como fizeram comigo”. Depois de ter sido humilhado, ele pensa nos outros. É uma esperança.

Crédito da imagem: Cristiano Estrela
Anúncios
Um ponto a menos para a humanidade

3 comentários sobre “Um ponto a menos para a humanidade

  1. Olá Cris!

    Quando fiquei sabendo deste episódio e ainda mais quando li teu texto sobre ele, lembrei-me de um poema do escritor Marcelo Sandmann, que ilustra bem essa aparente falta de motivação desse tipo de violência. No link abaixo, o poema foi recitado pelo Marcelo mesmo, se te interessar confere que é bem bacana.

    Abraço.

    Icaro

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s