O corporativismo do nosso monopólio de comunicação

Mais do que bairrista (sentimento que, de tão forte, já virou até piada), a RBS tem uma outra característica, que ganha dessa e que ganha inclusive das outras afiliadas da Globo Brasil afora.

Em São Paulo, o telejornal do fim da tarde se chama SPTV 2ª Edição. No Rio de Janeiro, a mesma coisa, mas substituindo, evidentemente, a sigla do estado, o que dá RJTV, que tem igualmente duas edições diárias. No Rio Grande do Sul, o mesmo programa, o telejornal local das 19h, se chama RBS Notícias. O nome da emissora, não do estado.

Ou seja, mais do que bairrista, a RBS é extremamente corporativista.

O corporativismo do nosso monopólio de comunicação

2 comentários sobre “O corporativismo do nosso monopólio de comunicação

  1. E em Santa Catarina, que eu lembre é RBS Notícias também… Assim como ao meio-dia é Jornal do Almoço no RS e em SC.

    E o mais interessante é que o noticiário local da manhã – que a nível nacional é o Bom Dia Brasil – por aqui chama-se Bom Dia Rio Grande: aí eu acho que faltou ideia de qual nome com “RBS” colocar. 😛

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s