O 190 simplesmente não atende em Porto Alegre

A família que mora na casa do lado da minha é sempre grossa com todos do meu prédio.  Tratam mal sem motivo mesmo. Sabe riquinho metido a besta que se acha o dono do mundo? Eles se acham mesmo, tanto que cometem infrações. Por exemplo, o filho mais velho, que deve ter uns 10 anos, vive andando de moto na calçada aqui da rua. Não é uma super moto, mas é grande, tem motor, faz um barulho desgraçado e assusta as pessoas. Quase atropela às vezes.

Uma vez liguei pra polícia pra ver quão ilegal era a coisa. Bem, ele é menor de idade, dirigindo um veículo motorizado. Não tem carteira, evidentemente. E anda com esse veículo a motor na calçada. Nenhuma das três coisas é permitida. A polícia me disse que para registrar a queixa tinha que vir na minha casa antes. Desisti, pensando em quanto tempo eles perdiam com esse procedimento, tempo que podia ser usado para atender ocorrências.

Aí ontem o guri me acordou no meio tarde (fiz um concurso às 8 da manhã, tá) com aquele barulho dos infernos. Não dei bola. Hoje estou chegando em casa e quase sou atropelada. Subi, peguei o telefone e disquei 190. Chamou, chamou e nada. De novo.

Na semana marcada pelo descaso da Prefeitura de Porto Alegre, agora descubro mais uma negligência, mas do governo estadual.

E o guri continua ali embaixo…

O 190 simplesmente não atende em Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s