Os parâmetros da elite são outros

Ganhei do vendedor da banca de revistas uma Época São Paulo. Tudo bem que deve ficar lá encalhada, mas eu nunca tinha conversado com o cara. Fiquei contente, até porque a capa, sobre mobilidade urbana, carros em SP, tinha me chamado a atenção. Pois olha, folheando a tal, deparo com a matéria “Refeições para dois a menos de R$ 100”, como se tivessem encontrado o diamante negro procurado secretamente pela CIA no filme do 007. Aquele tom de raridade, coisa impossível de se ver.

Aí entendi a diferença que o público-alvo pode fazer na definição de pautas e tratamento dos assuntos. O problema é que, mesmo que o público classe A deles fique satisfeito com a matéria e ache tudo isso super bacana, ela reforça uma ideia de que está tudo lindo no mundo. De que o maior problema que pode existir é achar um restaurante bom por R$ 100. Fecha as criaturas em seus mundinhos já tão fechados. E reforça a desigualdade.

Anúncios
Os parâmetros da elite são outros

Um comentário sobre “Os parâmetros da elite são outros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s