Transparência: requisito da democracia

Transparência.

Pois olha, sempre imaginei que ela estava na lei, que muita informação estava disponível por aí e a gente é que não sabia procurar. Programa de governo, por exemplo. Quando o cidadão vota, teoricamente ele teria analisado os programas e escolhido o melhor (ok, pessoas, estou falando de uma sociedade ideal, não me critiquem). E tendo um plano de ação, o eleito deveria colocá-lo em prática. Se não o fizesse, poderia ser punido, ou no mínimo vigiado.

Para isso, os programas ficariam armazenadinhos em algum lugar bem bacana que fizesse o serviço utilíssimo de fiscalizar o cumprimento das metas prometidas em campanha. Talvez o Tribunal Regional Eleitoral, o Tribunal de Contas do Estado, Secretaria da Fazenda (a Sefaz aparece como equivalente da Corregedoria-Geral da União, em nível federal) algum órgão desses. Esses no caso estadual, claro.

E, evidentemente, os programas estariam disponíveis para consulta em pdf a qualquer período do mandato no site dos partidos.

O governo do Rio Grande do Sul tem se gabado da tal transparência. Tem até um portal, coisa fina. Pois passei horas dessa semana pesquisando na web, catando em todos os bequinhos da internet o programa de governo da Yeda. Queria comparar as promessas com os projetos desenvolvidos. Busca avançada do Google, site de tudo que é órgão, tentativas e mais tentativas. Até que desisti do mundo virtual e liguei pra sede do PSDB. Claro que existe, eu só tenho que dar um pulinho até a Zona Norte da cidade buscar. Nada que em uns 90 minutinhos eu não resolva. Em horário de pouco movimento, evidentemente.

Como última tentativa, refiz a pesquisa mais básica do Google, que eu já nem me lembrava o que mostrava. Coloquei simplesmente “programa de governo”, assim entre aspas pra facilitar. O primeiro item é o plano do governo Lula para 2007-2010. Em segundos, tive acesso no plano federal àquilo que procurei por horas no estadual.

Transparência, respeito, cidadania, honestidade. Jeitos diferentes de encarar a coisa pública e a democracia.

Transparência: requisito da democracia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s