Lula defende rotatividade na presidência da CBF

Quer saber por que a elite brasileira não gosta do Lula, mesmo tendo mantido seu alto padrão, saído bem da crise, melhorado ainda mais de vida durante seu governo? Porque alguns privilégios são combatidos, sim. Mesmo que muitos desses combates não deem resultado, incomodam, fazem ver que tem coisa errada.

A Confederação Brasileira de Futebol é filhote da Fifa, uma das maiores máfias do mundo, uma verdadeira organização criminosa, que lida com quantias que reles mortais como nós somos incapazes de absorver. Seu presidente, Ricardo Teixeira, está no posto desde que me conheço por gente, mais ou menos – para ser exata, desde 1989. É sabido que ele coordena a maracutaia do futebol brasileiro, que passa por vários aspectos, inclusive as negociações com a Globo de horários de jogos, os patrocínios e tantos interesses financeiros graúdos.

Pois Lula defendeu uma rotatividade nas organizações de um modo geral, no dia seguinte em que Ricardo Teixeira, o cara que só quer deixar o cargo se for para assumir a presidência da Fifa, propôs uma renovação na Seleção Brasileira. É pra renovar? Então oito anos e tchau. Não tem sentido um dirigente ficar mais tempo em um alto posto, perpetuando seu poder, ainda mais da forma como acontece na CBF. Quem decide qual cara senta na cadeira? E os que decidem, têm rabo preso?

Seria um exercício bacana de democracia. Falta apenas explicar a Ricardo Teixeira o que é democracia.

Lula defende rotatividade na presidência da CBF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s