Os melhores jornalistas têm um parafuso a menos

Roubando conteúdo da blogosfera de novo. Dessa vez, do Jotapegue & Beêmepê, do Danilo Bueno:

Impossível não repercutir essa história que eu vi no blog Novo em Folha, do treinamento do jornal. Enquanto os seres humanos normais usam bloquinhos de anotação para suas apurações, o jornalista norte-americano Gay Talese usa, desde a década de 50, shirt boards. Para quem não vai à C&A todos os dias, são uns cartoezinhos que vem junto com as camisas.

Aí vai a anotação que Talese fez, para a famosa entrevista com Frank Sinatra.


Os melhores jornalistas têm um parafuso a menos

2 comentários sobre “Os melhores jornalistas têm um parafuso a menos

  1. Os melhores jornalistas, assim como os melhores poetas, não seguem metricas, normas, padrões, estética. Os brilhantes jornalistas e os bons poetas ainda vivem do respeito pela sua arte, do coração que busca incessantemente a verdade, das letras que convivem com paixão ,da cumplicidade com o leitor em suas ações e da consciência da consequência do seu trabalho diário em defesa daquilo que se crê.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s