Internet e a transparência das instituições democráticas

A internet como alternativa de transparência. O Cidades e Soluções desta semana, na GloboNews, levantou essa possibilidade de utilização da rede. É interessante porque ela permite uma análise da internet não só do ponto de vista da comunicação e do acesso principalmente à produção de conteúdo. Ela se torna também uma ferramenta para disponibilizar dados importantes do ponto de vista da democracia. Utiliza meios novos para fortalecer um sistema de democracia tradicional.

O que quero dizer é que a internet aparece para a comunicação como uma porta aberta para que setores da sociedade que não encontram espaço na grande mídia tenham onde se expressar, produzam seu próprio conteúdo, e fortalece a democracia a partir do momento em que mais gente ganha voz. Mas fortalece também o sistema democrático que já conhecemos há tempos, as instituições parlamentares, o Executivo. Sites como o Transparência Brasil, dirigido por Cláudio Weber Abramo – com destaque para o coordenador de projetos, o jornalista Fabiano Angélico -, apresentam dados para que o internauta consiga interpretar o cenário político brasileiro a partir da atuação de cada um de seus membros, e daí fazer sua escolha na hora de votar.

A rede aparece, então, como um espaço importante de acesso a dados, não só de produção de conteúdo. Pode-se, na internet, descobrir coisas que nos tempos de papel seriam muito complicadas, exigiram muita pesquisa e dedicação, como a ficha corrida de cada deputado. No Excelências, hospedado no Transparência Brasil, é possível descobrir processos contra o parlamentar, os projetos que apresentou, sua assiduidade etc. E o Transparência vai muito além: clipagem de notícias de jornal relevantes, acompanhamento de licitações, monitoramento do desempenho dos ministros do STF, financiamento eleitoral. Tudo está a um clique, hospedado no site.

Recomendo uma circulada pelo conteúdo do Transparência Brasil, aproveitando para louvar a iniciativa de quem o cria e o mantém. É possível, além de conhecer a atividade parlamentar de cada deputado, ter acesso a um relatório geral do nosso parlamento, por exemplo.

Mas o que me motiva a escrever a respeito é a fascinação que me causam os meios digitais. Sei que tudo isso só é possível porque temos uma rede mundial de computadores livre. E porque há pessoas interessadas em usar essas ferramentas que nos estão disponíveis para fortalecer a nossa democracia. Para quem previa que a internet continuaria a concentração de poder dos meios de comunicação, essa é uma prova de que, apesar de a audiência dos grandes portais ser absurdamente maior que a de blogs de esquerda, há espaço para iniciativas produtivas, democráticas.

Internet e a transparência das instituições democráticas

Um comentário sobre “Internet e a transparência das instituições democráticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s