A vitória de Dilma nos jornais

No dia seguinte à eleição de Dilma, fui à banca de revistas e “baixei tudo”, como diria o jornalista e professor Wladimyr Ungaretti. Bem, nem tudo, mas o que meu dinheiro e os limites da ainda em muitos aspectos provinciana Porto Alegre permitiram. Muita coisa não chega por aqui, então me limitei aos jornais nacionais de maior vendagem e aos locais. Fui para casa com Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, O Globo, Zero Hora, Correio do Povo, Jornal do Comércio, O Sul e Diário Gaúcho de segunda-feira, primeiro de novembro de 2010. Reproduzo e comento as manchetes de cada um:

Folha: Um sóbrio “Dilma é a eleita”, sem tom de comemoração e sem sacanagem.

Estadão: Um bem sacana “A vitória de Lula”, que menospreza a capacidade de Dilma e atribui a vitória a Lula, como se ele fosse governar em seu lugar. É parecido com o que a imprensa vem fazendo com a presidente argentina Cristina Kirchner, principalmente desde a morte de seu marido, Nestor Kirchner. Revela um machismo ainda muito forte nos setores mais conservadores da sociedade, como se as mulheres não fossem capazes de governar sozinhas, tampouco de conquistar uma vitória sem a presença de um homem por trás.

O Globo: Segue na mesma linha preconceituosa do Estadão, mas com o agravante de alfinetar o PT e colocar Dilma apenas como um tapa-buracos entre dois governos de Lula, já que ele não poderia disputar um terceiro mandato consecutivo. Diz que “Lula elege Dilma e aliados já articulam sua volta em 2014”. Além de menosprezar a capacidade de Dilma, zomba da decisão soberana do povo brasileiro, ao dizer que quem elegeu Dilma foi Lula, como se os cidadãos brasileiros não tivessem ido às urnas e expressado sua vontade.

Zero Hora: “A presidente do Brasil”. Além da manchete neutra, o jornal traz ainda um bonito perfil de Dilma nas páginas 4 e 5, assinado por Moisés Mendes.

Correio do Povo: “Mulher no poder”. Uma manchete interessante, oposta à do Estadão e d’O Globo, atribui o poder a Dilma e valoriza o fato de o Brasil ter eleito uma mulher.

O Sul: No alto diz “Dilma” e completa no pé com “A primeira mulher presidente do Brasil”. O fraco jornal gaúcho não é exatamente criativo, mas ressalta o fato histórico de se alçar uma mulher à Presidência, que foi o principal destaque nos jornais do mundo inteiro.

Jornal do Comércio: “Dilma é a primeira mulher presidente”, na mesma linha d’O Sul, mas um pouco mais sóbrio, como é do perfil do periódico.

Diário Gaúcho: Do grupo hegemônico RBS, um jornal popular, mais conhecido por suas capas grosseiras, recheadas de violência e nudez, com uma pitada de futebol, dá um golpe de mestre nos jornais do centro do país, com um gigante “Brilha a estrela de Dilma”. Usa um trocadilho com o símbolo do PT sem ficar ridículo, faz um título bonito e atribui a vitória a Dilma, não ao partido nem a Lula. A estrela que brilhou foi a dela.

Em seguida, comentei que a melhor manchete fora essa, do Diário Gaúcho. De fato, dentre os veículos que comprei, é uma das melhores. Mas hoje o Cloaca News publicou a capa do jornal uruguaio La República, excepcional, que resume em uma frase toda a sacanagem que foi essa campanha eleitoral: “Nem a direita, nem a mídia, nem o papa puderam com a candidata do PT que ganhou por 56% a 44%”. Outras manchetes de veículos internacionais podem ser vistas no RS13. Vale a visita para comparar os estilos de se fazer jornalismo do Brasil com o exterior.

A vitória de Dilma nos jornais

Um comentário sobre “A vitória de Dilma nos jornais

  1. Sensacional a capa do La República!
    Nós aqui no Brasil precisamos reunir nossos esforços, articular nossa militância, em torno de um jornal comercial, mas de esquerda, que penetrasse a classe média, para se contrapor à mídia de direita.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s