Até no Natal, Zero Hora tem que marcar posição

Rosane de Oliveira faz uma comparação esdrúxula em sua coluna na Zero Hora de hoje:

“O pronunciamento de despedida de Lula, em cadeia de rádio e TV, foi uma espécie de carta-testamento, como a de Getúlio Vargas, com a diferença de que não há crise, ele deixa o poder com popularidade recorde e nenhuma ameaça institucional paira sobre o país.”

E de que Lula sai vivo, não morto. Mas isso Rosane esqueceu. Da nota dela apreende-se que, tirando praticamente tudo, o pronunciamente de Lula é igual à carta de Getúlio. Fora quase tudo, sobra quase nada. Mas ela precisava marcar posição, dizer que não há ameaça a Dilma, como se não houvesse uma imprensa feroz tentando um golpe branco desde 2005, mais ou menos, de forma intensificada em 2010, na campanha.

Seguindo a leitura do jornal, o outro colunista de política, Fábio Schaffner, substituindo Carolina Bahia, que ocupou o lugar de Ana Amélia Lemos ao trazer as informações de Brasília aos leitores gaúchos, diz que “nem durante o regime militar, o presidente que saiu teve tanto poder para indicar ministros e influenciar as decisões centrais da administração seguinte”.

É o dia das comparações descabidas. Primeiro, não o de Lula com Getúlio, mas da saída de um com a saída de outro, em nada semelhante. A seguir, contrapõe o melhor com o pior período da história do Brasil. Lula tem “poder” sobre Dilma porque não é de “poder” que se trata, mas de identificação com um projeto vitorioso. Dilma mantém a linha do governo, como prometeu para o povo. Ruim seria se fizesse ao contrário e mudasse tudo quando todos esperam continuidade. Aí as críticas da imprensa viriam da mesma forma, só que invertidas. Mas igualmente ácidas. Dilma mantém a linha porque a linha é boa e tem um baita mestre, não porque a briga de poder assim determina. Fábio, por favor, cita pra mim só um dos ministros da ditadura militar que merecessem ser copiados ou tivessem tanto a ensinar a seu sucessor.

Até no Natal, Zero Hora tem que marcar posição

2 comentários sobre “Até no Natal, Zero Hora tem que marcar posição

  1. luizmullerpt disse:

    Texto sucinto, mas que dz tudo. Não passarão com sua arrogância. O PIG será derrotado como foi nas eleições. E tu ajudas a defender a verdade neste Blog. Boas Festas e Feliz Ano Novo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s