Lula não pode falar merda, mas na novela…

Epa, espera aí. Alguém mais lembra daquelas capas de jornal e comentários na TV, na rádio, na internet, em tudo que era lugar, o escândalo que foi quando Lula falou “merda” em um discurso? Isso que ele disse que queria tirar o povo da merda, era bom. Mas não pode, é palavrão, é feio, o politicamente correto não deixa. O hipocritamente correto não deixa. Aqueles que fazem merda mas não falam se escandalizaram.

Hoje, um personagem da novela das nove falou “merda”. Tudo bem, nada grave, até porque é só um personagem, não um presidente da República – no caso de considerarmos que falar esse tipo de palavrão é ruim, o fato de um presidente fazê-lo é mais grave do que o de um ator. Se o palavrão for mesmo prejudicial para a nossa sociedade moralista, o da novela, na prática, é pior, porque tem muito mais gente vendo, inclusive crianças, do que o do presidente.

Mas é de fato prejudicial? A grande questão é aquele falar de um jeito e agir de outro. A Globo condenou o Lula por causa daquele ato de espontaneidade. Colocar a mesma palavra na boca de um personagem pode ser menos grave do que o presidente deixar escapar, mas é muito mais hipócrita, partindo de onde partiu. Podia ser o personagem mais insignificante da novela, denunciaria da mesma forma a hipocrisia de condenar um ator social e colocar na boca de um ator de novela.

——–

Aí eu abro o catálogo da Renner que chegou pelo Correio – 148 páginas de desperdício de um excelente papel – e vejo a descrição da família feliz e perfeita, porque as mulheres são servis e submissas. O título que apresenta aquela coleção é “Mulheres perfeitas”. As roupas são apresentadas em montagens que imitam fotos dos anos 50 e 60, nos Estados Unidos, aquelas casas enormes do interior retratadas em filmes. Aquele cena bem estereotipada, que diminui a mulher à simples e única condição de dona de casa, nascida para servir seus maridos, para ser mãe e esposa. Aquela família feliz que a Veja adora. Hipocrisia por todos os lados. Em que mundo estamos? Por quê?

——–

E aproveito para indicar o post do Festival de Besteiras na Imprensa, mostrando como O Globo mentiu sobre a remuneração de palestra do Lula.

Lula não pode falar merda, mas na novela…

2 comentários sobre “Lula não pode falar merda, mas na novela…

  1. José Américo de Carvalho Alcântara disse:

    Pois é Cristina. A hipocrisia é uma forma de controle social. Condena-se nos outros os vícios próprios, como forma de exaltação da qualidade que não se possui. A hipricrisia é um vício milenar, remonta aos tempos bíblicos. Veja o caso do Rei David e o soldado Urias.
    Enfim, acho que precisamos de mais um movimento hip, para denunciar a hipocrisia.

    Abraços.

    Curtir

  2. pperez disse:

    Mas,por outro lado, por conta desta,digamos,liberdade de expressão, todo mundo está percebendo o fundo do poço para onde segue velozmente a venus platinada”!
    Ou seja: Por causa da merda da sua programação ela está indo definitivamente à merda.
    Que fique definitivamente lá.!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s