Turismo nas favelas cariocas

Esta matéria foi feita por uma grande amiga e baita jornalista, Paula Bianchi, que tem esse blog aqui – vale ler os “bastidores” da matéria – e emplacou uma capa na Folha de S.Paulo, joranal para o qual ela está trabalhando. Pra provar que gente boa também passa por esses lugares. Os exemplos são muitos, aí vai um.

Favelas pacificadas atraem turistas no Rio

PAULA BIANCHI
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DO RIO

A concepção tradicional de favela vem sendo subvertida no Rio. De lugares simples e muitas vezes miseráveis, elas passaram a ponto de encontro de turistas e cariocas descolados que sobem o morro sem preconceito atrás da cidade maravilhosa além do cartão postal.

O morro Dona Marta, em Botafogo, zona sul, cenário do clipe de “They Don’t Care About Us”, de Michael Jackson, hoje está na agenda graças aos eventos realizados quase que semanalmente pela comunidade –sede da primeira UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Rio.

Um dos mais famosos é o “Pôr do Samba”, que acontece no primeiro sábado do mês.

No dia em que a Folha visitou o local havia alemães e franceses arriscando passos de samba ao lado de cariocas que entraram na favela pela primeira vez e entoavam clássicos de Cartola e Zé Kéti.

Vitor Lira Adão, 30, já levava turistas para passear pelo morro antes da pacificação. Ele é um dos monitores do Rio Top Tour, projeto criado há um ano pelo governo do Estado para incentivar moradores a atuar com turismo.

“Os estrangeiros sempre tiveram curiosidade, mesmo conscientes do perigo de antes”, lembra ele, que diz nunca ter tido problemas graves nos passeios –apesar de, na folga, já ter corrido para se esconder dos tiros.

“Muitos amigos meus morreram aqui, alguns porque trabalhavam para os traficantes e outros, atingidos por balas perdidas”, conta.

BUFÊ E FEIJOADA

Do outro lado da lagoa Rodrigo de Freitas, outras favelas usufruem da nova fase: no Cantagalo, Pavão e Pavãozinho é comum ver turistas que trocam as praias de Ipanema por um passeio.

“Já recebi um grupo de 35 japoneses”, conta Jailton do Santos, 35, dono do bar e restaurante Bela Vista. O local brinda os visitantes com uma vista de Copacabana e um bufê caprichado, com direito a feijoada no sábado e galinha caipira no domingo.

Já no Chapéu Mangueira, no Leme, é Vítor Hugo Medina, 32, que abre um sorriso ao falar dos novos visitantes. Barraqueiro na praia do bairro, ele se tornou ainda guia turístico e dono de albergue.

Medina promove tours pela favela, mostrando os projetos sociais do local e a área de preservação ambiental vizinha. E cresce sem deixar de lado a comunidade, que recebe uma parcela do lucro.

“Comunidade pacificada é febre. O turista que vem aqui e ainda não foi ao Pão de Açúcar e ao Cristo não vai mais. Aqui, ele vê tudo”.

Turismo nas favelas cariocas

5 comentários sobre “Turismo nas favelas cariocas

  1. Maneira a reportagem, mas com algumas falhas consideráveis. Primeiro, ela fala rápido demais, pouco compreensível. Segundo, há erros de ordem “geográfica”, pois Copacabana não fica dentro da Baía de Guanabara (é uma praia oceânica) e o outro lado da vista, aí sim dentro da baía, é para a Enseada de Botafogo, não para o Flamengo.

    Mas ela tem futuro, só tem que ter mais cuidado!

    Curtir

  2. Gilson Fumaça disse:

    Tour favela Santa Marta.

    Funciona individual ou em grupo. com ou sem almoço na propria comunidade.
    fazemos o tour por toda comunidade conhecendo os 34 pontos turísticos
    mapeados pelo Projeto Rio top tour e alguns moradores.
    Andamos de bondinho com os moradores, vamos conhecendo os pontos
    turísticos e ao longo do passeio vou contando as histórias de nossos
    visitantes mais ilustres como Rainha Elizabeth II , Michael Jackson,
    Madonna, Vim Diesel, Presidente Lula, Governador Sergio Cabral,Hugh
    Jackman(Wolverine), Alicia Keys entre outros.
    Vou falando tambem sobre as gravações, varias novelas, seriados e filmes
    gravados na comunidade do Santa Marta tais como Tropa de elite II,
    Cidade dos Homens, Velozes e Furiosos 5 e várias novelas
    o Tour tem duração de 2 horas sem o almoço e com almoço entre 3 à 4 horas.
    PS: Todos os turístas recebem o Mapa da Comunidade PORTUGUÊS OU INGLÊS de brinde.

    Observações
    * A Favela Santa Marta foi a primeira comunidade do Rio de Janeiro a
    receber uma Unidade de Polícia Pacificadora, acabando de vez com o
    tráfico armado e o poder paralelo daquela região.
    * O passeio será conduzido por um Guia de turismo Credenciado pela
    EMBRATUR Morador da própria comunidade,
    oferecendo muito detalhe cultural durante todo o passeio.

    TOUR PARA O EVENTO “PÔR DA SANTA CERVEJA FEIJOADA E SAMBA”
    (PRÓXIMO EVENTO 02 de JUNHO DE 2012)

    O Evento acontece sempre no primeiro sábado de cada mês
    no Espaço Michael Jackson, estação 04 do Plano inclinado na Comunidade Santa Marta, bairro Botafogo.

    TOUR FOTOGRÁFICO
    TOUR COM TRILHAS
    TOUR FAVELA SANTA MARTA

    Atenciosamente:
    Gilson da Silva
    Estudante de Turismo Colégio Estadual Antonio Prado Junior
    Estagiário do Projeto Rio Top Tour
    Produtor cultural do Evento “Por do Santa” Cerveja feijoada e Samba
    Guia de Turismo Credenciado EMBRATUR
    Guia Local Favela Santa Marta (Guia local Morador da Comunidade)
    tel:7739-2266 ID 124*24471 ou 8158-6531 (Tim)

    CONFIRME O RECEBIMENTO

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s