Anota aí: Bolsonaro não chega ao segundo turno

Sei que é muito cedo e que tudo pode acontecer até outubro, mas, depois de ler esta entrevista na Folha, já deixo aqui meu palpite: com Lula ou sem Lula, Bolsonaro não chega ao segundo turno.

“Ah, mas o eleitor do Bolsonaro gosta dessas coisas sem sentido que ele diz e dessa raiva que ele representa.” Fato, e ele vai manter esse eleitor. Mas pra ser presidente ele tem que conquistar outros 33%. E acho que mesmo entre os 17% que tem hoje vários mudam de ideia.

A gente tá num momento muito difícil e de muito ódio. Ódio que o Bolsonaro de alguma forma representa. Mas acho também que a gente talvez superestime o tamanho desse ódio. Me parece que tem muito mais gente cansada, que não aguenta mais esse clima todo e só quer ter sua vida de volta (e isso inclui ter emprego). Sei lá, a gente olha ao redor e parece que todo mundo odeia o PT. E aí vai ver a pesquisa e o Lula tá em primeiro disparado. Acho que a gente conhece muito pouco de Brasil, na verdade.

Sei que ideias conservadoras existem aos montes. Gente que quer ver mulheres que abortam atrás das grades, que defende pena de morte, esse tipo de coisa. Mas não acredito que essas pessoas se vejam necessariamente representadas por um troglodita que não junta três palavras pra formar uma frase simples em ordem direta que faça sentido.

Bolsonaro tem zero estratégia e inteligência negativa. Imagina, por exemplo, a reação de um eleitor do Norte ao ver o cara elogiando a mídia do Nordeste e citando como exemplo um veículo de Manaus. Quando ele começar a aparecer mais, deve perder eleitores, não ganhar.

Isso sem falar do interesse do capital financeiro no jogo. Quem é que vai querer investir em um troglodita que não consegue ter uma visão simples de nenhum aspecto da economia? Que não tem como saber qual loucura ele vai querer fazer amanhã?

De fato, temos Trump pra desmontar meu argumento. Mas acho que aí tem um fator bem importante que os diferencia. Por mais que muitos não gostassem, Trump era o candidato republicano em um país que adota o bipartidarismo. A grana vai sempre tanto para republicanos quanto para democratas, não importa quem sejam, e a disputa acontece de forma mais parelha. Não quero subestimar, mas não acho que isso vá acontecer por aqui. Só espero que isso não seja mais um desejo do que uma verdade.

Anota aí: Bolsonaro não chega ao segundo turno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s