#3BlogProg: retrato do fortalecimento da comunicação em rede

Eita, chegou o dia. Hoje começa o 3º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, na capital dos baianos. Terceiro encontro, minha terceira participação. E o acompanhamento de uma evolução muito bacana, um crescimento nítido de participação e debate a cada edição, que refletem, como não poderia deixar de ser, um crescimento do papel da blogosfera como formadora de opinião.

Não gosto de superestimar as coisas, por isso não vou dizer aqui que a gente está empurrando os jornalões pra escanteio, encurralando as grandes emissoras de radiodifusão, que as pessoas estão trocando os meios grandes pelos blogs como fonte de informação.

Na verdade ainda faltam meios de mensurar o alcance da blogosfera nesse contexto. Em que medida os blogs influenciam na criação de pautas e na orientação com que essas pautas (ou outras pautas mais tradicionais) são tratadas? Pautas alternativas, como, no caso de Porto Alegre, o debate sobre a preservação do Morro Santa Teresa (que o então governo tucano do RS queria entregar de bandeja pra especulação imobiliária), que ganharam espaço nos veículos ainda de maior alcance, os grandes, podem ser consideradas uma vitória da blogosfera ou da mobilização popular, ou ambas. Até que ponto o mérito é de uma ou de outra é difícil saber. Mas que os blogs estão pressionando por novas abordagens é inegável, e é fundamental que se reconheça a relevância que essa (nem tão) nova forma de comunicar adquiriu e vem adquirindo cada vez mais no Brasil.

Uma pesquisa divulgou na semana passada que a internet já superou jornal impresso e a TV como o meio de comunicação mais importante para os brasileiros e também já é a segunda maior mídia em investimento publicitário (IAB Brasil). Ok, os blogueiros progressistas não podem ser considerados os responsáveis por esse cenário, evidentemente, mas eles (nós) estão lá contribuindo para esse resultado. De qualquer forma, com atuação direta da blogosfera que agora se encontra em Salvador ou não, o fato é que a comunicação em rede (sejam os agentes dessa comunicação quais forem) é que responde por essa realidade. E, como diria Caetano Veloso, isso é lindo!

Anúncios
#3BlogProg: retrato do fortalecimento da comunicação em rede

Abertas as inscriçôes para o III BlogProg

Do Barão de Itararé:

Agora está confirmado: O III Encontro Nacional de Blogueir@s ocorrerá em Salvador, Bahia, nos dias 25, 26 e 27 de maio. A estrutura do evento, que deve reunir cerca de 500 ativistas digitais de todo o país, já está quase toda montada. A comissão nacional organizadora do BlogProg tem realizado os últimos esforços para garantir alojamento e refeição para todos os participantes. A inscrição para encontro vai até o dia 11 de maio. O valor é de R$ 60,00 para os ciberativistas e de R$ 30,00 para estudantes.

Atenção: garanta sua vaga. Preencha o formulário e faça sua inscrição clicando AQUI.

Para viabilizar a estrutura do evento, a comissão organizadora ficou responsável pelo contato com cerca de 40 entidades populares, sítios e publicações – os chamados “Amigos da Blogosfera”. A exemplo dos dois encontros anteriores, eles deverão contribuir financeiramente. Também estão sendo feitas articulações junto a instituições públicas e empresas para bancar o III BlogProg. Todos os apoiadores terão seus nomes divulgados na blogosfera e nas redes sociais, garantindo total transparência para o evento.

Quanto à programação, ela foi definida na reunião da comissão nacional no dia 24 de março. Os contatos já foram feitos, mas nem todos os convidados confirmaram a presença. O III BlogProg dará maior espaço para as oficinas autogestionadas – os interessados devem apresentar sugestões de temas e de debatedores até 4 de maio e ficam responsáveis pela iniciativa. Também haverá maior espaço para reuniões em grupo com o objetivo de intercambiar experiências, fazer o balanço das atividades no último período e traçar os próximos passos da blogosfera. Abaixo, a proposta de programação:

III Encontro Nacional de Blogueiros (BlogProg)

Salvador, Bahia – 25, 26 e 27 de maio de 2012

Programação

25 de maio, sexta-feira

15 horas – Início do credenciamento;

17 horas – Palestra inaugural: A luta de ideias no mundo contemporâneo

– Convidado: Michel Moore (diretor de cinema e escritor dos Estados Unidos)

19 horas – Ato político em defesa da blogosfera e da liberdade de expressão – Praça Castro Alves

– Convidados: Artistas, lideranças políticas e dos movimentos sociais;

26 de maio – sábado

9 horas – Nas redes e nas ruas pela liberdade de expressão e pela regulação da mídia

Convidados:

– Franklin Martins – ex-secretário da Secretária de Comunicação da Presidência da República;

– Emiliano José – integrante da Frente Parlamentar pelo Direito à Comunicação e pela Liberdade de Expressão;

– Gilberto Gil – ex-ministro da Cultura;

– Barbara Lopes – do movimento blogueiras feministas;

11 horas – A força das redes sociais no mundo

Convidados:

– Ignácio Ramonet – criador do Le Monde Diplomatique e autor do livro “A explosão do jornalismo”;

– Amy Goodman – fundadora do movimento Democracy Now e ativista do Ocupe Wall Street;

– Osvaldo Leon – Diretor da Agência Latino-Americana de Informação (Alai);

15 horas – Oficinas autogestionadas

(Os temas e conferencistas deverão ser propostos até 4 de maio; a organização das oficinas caberá exclusivamente aos seus proponentes);

17 horas – Apresentação e debate da proposta sobre a Associação de Apoio Jurídico à Blogosfera – Rodrigo Vianna e Rodrigo Sérvulo da Cunha;

19 horas – Apresentação e debate sobre a plataforma independente do Blogosfero – Sérgio Bertoni;

27 de maio – domingo

9 horas – Reuniões em grupo: balanço, troca de experiências e próximos passos da blogosfera;

12 horas – Plenária final: aprovação da Carta de Salvador, definição da sede do IV BlogProg e eleição da nova comissão nacional.

Mobilização e público-alvo

– Meta de 500 participantes de todo o país (300 da Bahia, sendo 100 do interior);

– Público alvo: ativistas digitais, estudantes, acadêmicos e jornalistas.

Proposta de cotas mínimas de mobilização por estado:

1- RS – 10

2- SC – 3

3- PR – 10

4- SP – 40

5- RJ – 40

6- MG – 20

7- ES – 3

8- DF – 5

9- GO – 5

10- MS – 3

11- MT – –

12- TO – –

13- BA – 300

14- SE – 10

15- AL – 10

16- PE – 10

17- PB – 10

18- RN – 30

19- CE – 30

20- PI – 3

21- MA – 3

22- PA – 3

23- AM – 3

24- AC – 3

25- RR – –

26- RD – –

27- AP – ?

TOTAL – 254 (mais os 300 da Bahia)

CLIQUE AQUI PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO

Abertas as inscriçôes para o III BlogProg

#RioBlogProg: Pela ampliação da blogosfera

“Que floresçam mil flores na blogosfera. Cada um de nós tem q ser um blogueiro”
Altamiro Borges no #RioBlogProg

Balizando algumas discussões mais voltadas a experiências específicas, alguma coisa de tecnologia e questões legais, estava a democratização da comunicação. Este foi o foco e a orientação de todos os debates e o objetivo final do I #RioBlogProg. O que unia todos os participantes ali presentes não era simplesmente o fato de ter um blog ou algum tipo de participação em redes sociais. O que unia todos ali era a utilização dos meios digitais como uma ferramenta de produção, disseminação ou consumo de conteúdo progressista.

O mote para todos os encontros regionais de blogueiros desde o I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, em agosto de 2010 em São Paulo, é discutir de que forma podemos nos apropriar dos meios de comunicação digitais para fazer o enfrentamento ao discurso hegemônico e como esses meios são importantes para possibilitar que mais vozes participem da agenda de discussões das questões da sociedade.

Foi assim que Eduardo Guimarães lembrou na abertura do papel da blogosfera no episódio da bolinha de papel, durante a campanha eleitoral de 2010, em que o fiasco do candidato tucano ao ser atingido por papel amassado foi desmascarado e comprovado em questão de horas. O #bolinhadepapelfacts é um importante exemplo de como a blogosfera pode utilizar o humor para desconstituir discursos prontos, vazios e distorcidos, quando não descaradamente mentirosos.

Foi dessa forma que Bemvindo Siqueira falou sério em meio a uma atuação teatral divertidíssima na mesa sobre Arte e Humor na Blogosfera. Ele, aliás, deu uma  verdadeira aula sobre a história do humor, voltando aos tempos das comédias de costumes, para explicar que o humor é feito para desmontar costumes, não pessoas. É com a vaidade, a soberba, o preconceito que se brinca, não com o negro, o homossexual, o deficiente. E aí ele diferencia os humoristas de verdade dos que acham que fazem humor agredindo os outros. O que é, enfatizou, muito diferente de defender o “muito chato” politicamente correto.

Regulação

A deputada Jandira Feghali, que integra a Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com Participação Popular, avisou que vai conversar com Luciano Coutinho, presidente do BNDES para fazer valer o social do nome e financiar meios de comunicação alternativos, como blogs. Ela repetiu algumas vezes que regular não é censurar. Pelo contrário, censura é o que temos hoje. Temos é que “regular para ampliar”.

Um guri de 21 anos, Romario Regis, surpreendeu ao mostrar uma experiência feita por ele e outros jovens de perfil semelhante, de criar uma revista virtual, com conteúdo colaborativo e participação de cerca de 50 pessoas. Romário Regis disse conhecer apenas umas seis ou sete pessoalmente. É a revista Empty.

Sergio Amadeu deu uma baita aula da arquitetura da internet e da liberdade da rede, ligada à neutralidade e à imputabilidade.

Criminalização

No painel sobre radiodifusão, domingo de manhã, Arthur William comparou a produção de conteúdo na internet com a dos rádios pra fazer um alerta: já há uma lei que criminaliza as rádios comunitárias; a internet, não. Mas é preciso tomar cuidado, com as já conhecidas tentativas de criminalizar e proibir a disseminação de conteúdo nos meios digitais. Um atentado à liberdade de expressão (impossível não apontar a contradição de isso estar sendo defendido pelos mesmos setores que criticam a criação de marcos regulatórios e conselhos de comunicação atribuindo-lhes a pecha de censura).

A programação do II Encontro de Blogueiros Progressistas, que vai ter como tema central o marco regulatório, foi antecipada por Altamiro Borges na abertura do #RioBlogProg. O ministro Paulo Bernardo, Zé Dirceu, Venício Lima, Fábio Konder Comparato, um blogueiro egípcio que participou da revolução que derrubou o presidente-ditador, entre outros, estão confirmados. Falta agora a confirmação daquele que garantiu que depois de uns meses longe do poder criaria um blog. #LulanoIIBlogProg

E isso é só uma amostrinha do que aconteceu no Memorial Getúlio Vargas nos últimos três dias. Um encontro muito bem organizado, com participações extremamente representativas, ajuda a dar o start para o encontro nacional, como disse o Miro. Antes vêm ainda mais 13 encontros estaduais – além dos seis que já ocorreram –, entre os quais o do Rio Grande do Sul, que ajudo a organizar. Que cada um mantenha o perfil e a característica de sua blogosfera local, mas discuta de forma assim qualificada a democratização da comunicação. Assim, vamos construindo projetos, somando ideias, agregando conteúdo e ampliando a rede.

Bem falou Renato Rovai, nós não temos ainda a dimensão do momento histórico que estamos vivendo.

#RioBlogProg: Pela ampliação da blogosfera

#RioBlogProg: Encontros de blogueiros e a importância da troca presencial

O I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, ano passado em São Paulo, foi ótimo, mas já faz um tempo, e a experiência de reunir esse povo em um só lugar, pessoalmente, já está num canto um pouco mais reservado e distante da memória. Por isso, participar do I Encontro de Blogueiros Progressistas do RJ vai além dos grandes debates que estão rolando por aqui. É a junção dos blogueiros e a troca de ideias, a troca de experiências aparentemente menores, que não são necessariamente discutidas nos painéis e nas mesas, que faz a riqueza desse tipo de encontro, que vem acontecendo em diversos estados do Brasil.

Descobrir o rosto por trás do arroba e do http é um exercício importante para dimensionar a importância física da militância virtual, para resgatar o fundamental de tudo isso, que não são os bits e os bytes (e alguém entende a diferença?), mas as pessoas.

Puxando a brasa pro meu assado, não consigo deixar de relacionar com o #BlogProgRS e incentivar o povo daqui – e de onde mais tiver gente interessada – a se inscrever e estar na Câmara Municipal de Porto Alegre nos dias 27, 28 e 29 de maio para enriquecer o debate, não apenas pelas redes digitais e assistindo pelo streaming, mas trocando ideias de bastidores, comentários informais e intervenções espontâneas.

Mais adiante, assim que for logisticamente possível, acrescento informações sobre o conteúdo da programação e as fotos.

#RioBlogProg: Encontros de blogueiros e a importância da troca presencial

A tal democratização da comunicação passa pelo fortalecimento da blogosfera

A principal motivação de blogueiros para se organizarem é o fortalecimento de um espaço onde se pode fazer comunicação livremente. Para mostrar que este espaço pode produzir comunicação de qualidade, sem os vícios e as amarras dos grandes meios de comunicação, e para que este espaço tenha cada vez mais representatividade e influência, organizou-se, no ano passado, o I Encontro de Blogueiros Progressistas, em São Paulo. Desde então, a blogosfera só faz crescer, e vem sendo reconhecida por muita gente. Desde o ex-presidente Lula, que, ainda no cargo, concedeu uma entrevista coletiva exclusiva a blogueiros, até o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, que fez o mesmo duas vezes desde que eleito, passando por diversas outras demonstrações de importância.

Os blogueiros vêm ganhando relevância não apenas no fechado mundinho da internet. Eles vêm, aliás, mostrando que a internet não é um mundinho tão fechado assim, muito pelo contrário. A blogosfera passou a influenciar na agenda política do país, em maior ou menor grau.

Isso não porque um ou outro blog tem muitos leitores, mas porque temos centenas, milhares de blogueiros que formam uma grande rede que repercute e fortalece o debate. Um blogueiro que fale para 100 pessoas de repente fala para mil, 100 mil… Sabe-se lá quantos têm acesso à informação de um blog pelos tuíters da vida.

O principal não é nem a audiência de um blog, comparando à de um grande portal. Eduardo Guimarães perguntava hoje, durante o Encontro de Blogueiros Progressistas de São Paulo, quando, antes do fortalecimento dos blogs e das tais redes sociais da internet, se conseguia falar simultaneamente para 100 pessoas. Isso é o principal. A audiência e a credibilidade se conquistam aos poucos. O grande negócio é que hoje temos espaço para fazer de graça o que antes exigia um investimento muito grande. Temos a possibilidade de escrever e publicar informação ou opinião. Quebramos um paradigma. Diminuimos a distância entre consumir e produzir. Podemos ser todos receptores e produtores de informação.

E isso é fantástico. Quanto mais vozes tivermos, não importa o tamanho do público de cada uma, mais democrático é o cenário da nossa comunicação. É isso que chamamos de democratização da comunicação e por que lutamos. Não queremos quebrar os monopólios por birra ou inveja, mas porque queremos que mais gente fale. Para que não tenhamos um ou dois donos da verdade a repercutir uma visão determinada de mundo.

Isso, claro, não se faz apenas pela internet. Puxo a brasa pro meu assado, mas não sem deixar de reconhecer o importante papel de rádios e TVs comunitárias e jornais alternativos, que lutam muito para se manter, geralmente com bastante dificuldade. Mas é inegável a transformação trazida pela rede, especialmente pelo baixo custo que ela exige.

Claro que não foi uma revolução e ainda enfrentamos uma luta muito grande contra a concentração da comunicação. Não se quebram oligopólios só com boa vontade de uma hora para outra. A queda de braço é muito dura, e está apenas no começo. Enfrentemos.

———–

E vem por aí o I Encontro de Blogueir@s e Tuiteir@s do RS. Em breve, mais informações.

A tal democratização da comunicação passa pelo fortalecimento da blogosfera