Igreja é hipócrita ao pregar bondade

O irmão do papa, que é padre, admitiu que maltratava meninos do coral de Regensburg, na Alemanha, que ele comandou de 1964 a 1994.

“No começo eu dava uns tapas no rosto, mas me sentia mal sobre isso.”

Ah, fiquei com muita pena, o pobrezinho se sentia mal. Isso sem contar nas denúncias de abusos cometidos por outros integrantes da Igreja com o mesmo coral. E o irmão do papa vem dizer que não sabia de nada. É de dar nojo. Depois falam mal da camisinha, criticam pesquisa com células tronco, posam de santos. E não querem ser criticados. Ai, fico tão indignada quando leio uma coisa dessas. Porque, por mais que o “pecado” de Georg Ratzinger tenha sido pequeno se comparado ao de outros padres, ele fere os princípios que os verdadeiros católicos, os bons, defendem. Eu acho que não é preciso uma religião para acreditar nisso, mas o Catolicismo prega a bondade, o perdão, o dar a outra face. Soa tudo tão hipócrita…

————

As informações são da Zero Hora, inclusive a citação de Georg Ratzinger.
Igreja é hipócrita ao pregar bondade